terça-feira, 1 de novembro de 2011

Crónica e Análise: Apoel 2 – FC Porto 1

1 – Crónica

Complicaram-se As Contas

O FC Porto deslocou-se ao Chipre, onde defrontou o Apoel, em desafio a contar para a quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. No final do encontro verificou-se a vitória dos cipriotas por 2-1.

O FC Porto entrou em campo sabendo que o único resultado que interessava esta noite era a vitória, que acabou por fugir, mais uma vez. A primeira parte foi pouco interessante, com os dragões a terem maior posse de bola, mas sem criarem verdadeiro perigo junto da baliza do Apoel. Perto do intervalo, de grande penalidade, os cipriotas chegaram à vantagem. No segundo tempo Vítor Pereira promoveu alterações na equipa e o FC Porto tentou aproximar-se da área adversária, mas os lances esbarravam na muralha defensiva do Apoel. Próximo do final os dragões beneficiaram de uma grande penalidade que Hulk converteu. Com o empate esperava-se que o FC Porto procurasse o golo da vitória, mas ele chegou para os cipriotas, que num contra ataque rápido aproveitaram a descompensação defensiva.

Com este resultado o FC Porto reduz as esperanças no apuramento para os oitavos de final, pois deixa de depender de si próprio.

2 – Análise

Para começar: Não gosto nada de equipas que jogam como a Grécia quando foi campeã Europeia, equipas que defendem e que aproveitam contra ataques rápidos para matar os jogos. Eu sei que essa é uma forma de jogar futebol como outra qualquer, mas não gosto nada. Não estou com isto a desvalorizar o Apoel, até porque acho que mais do que ser uma equipa acessível - talvez não tão acessível como parecia ser no momento do sorteio - é uma equipa bem organizada e sabe fazer proveito disso, não é a toa que tem os pontos que tem. Dito isto, sigo para a minha análise do FC Porto. Como se esperava não foi nada fácil jogar no Chipre , a somar a esse facto está o outro, o facto dos dragões não terem feito um bom jogo, mais uma vez um pouco melhor a segunda parte que a primeira. Além disso creio que faltou sorte aos campeões nacionais. Não creio que Vítor Pereira tenha estado mal nas substituições, acho é que continua a haver gente em baixo de forma. Penso que Moutinho voltou a não estar tão bem, depois das duas entradas frente ao Nacional e ao Paços, estava a espera de outro Moutinho. Hulk também voltou a não estar ao seu melhor nível. Por outro lado Fernando esteve bem, principalmente na ajuda a defesa. As contas do grupo estão claramente complicadas, o FC Porto deixa de depender de si próprio e isso é o problema. A verdade é que aproxima-se demasiado a porta da Liga Europa, no entanto ainda há uma hipótese de ficar na Liga dos Campeões, mas para isso os dragões tem forçosamente de vencer os dois jogos que faltam, e esperar que os russos do Zenit percam frente ao Apoel. Volta a ser um mau resultado, e eu estou tremendamente chateada com esse facto, mas não vou criticar, vou sim , mais uma vez, apoiar.

3 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem tivemos uma prestação vergonhosa no Chipre.

Algo se passa no seio do grupo.
Será que os jogadores querem fazer a "cama" a VP?
Ou será VP assim tão mau treinador?
O segredo para se singrar numa grande equipa é saber conduzir homens e a sua preparação e recuperação físicas.

Há que corrigir o que está errado, e Pinto da Costa mais do que ninguém sabe o que se passa.

Não nos podemos dar ao desmazelo e ter uma época igual à de 2004/2005.

Abraço e boa semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Emanuel disse...

Estamos muito mal, uma vergonha o que estamos a demonstrar á europa, com a receçao k tiveram hj no aeroporto é bem visivel o descontentamento de todos nao só pelos resultados como tb pela atitude lamentavel da maior parte dos jogadores k andam sem vontade sem ambiçao e kndo se está assim num clube como o nosso n á outra soluçao a nao ser da saida de muito deles, ou entao uma mudança drastica de atitude e pelo k se tem visto isso n está a acontecer, falta um avançado de topo ao porto á muito k o digo, kleber n tem kualidade para srer titular do porto, erro enorme da sad ao começar a epoca sem um substituto para falcao.

Gaspar Ribeiro Lança disse...

Não há palavras para descrever o que se passou ontem em Nicósia. Se já não eram abundantes depois das exibições em São Petersburgo e, depois, no Dragão, fiquei ontem sem qualquer aspecto positivo para apontar em relação a esta nossa caminhada na Liga dos Campeões.

Pior(!!!) são as palavras do nosso treinador(?), mas como ele próprio disse "não temos nada a ver com isso".

Há que mudar, há que mudar e tem de ser rapidamente, porque só temos mais dois jogos pela frente e - se queremos marcar mais uma presença nos oitavos-de-final - não podemos vacilar em nenhum dos encontros.

Gaspar