segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Resultados da Semana Azul e Branca



Futebol:
Equipa principal – Na sexta o FC Porto defrontou, no Restelo, o Lusitano de Évora, em jogo a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 0-6, com golos de Aboubakar (2), Marcano, Otávio, Galeno e Hernâni.
Juniores A – No sábado os sub19 receberam o Cesarense, em jogo a contar para a 7ª jornada da primeira fase do campeonato nacional de juniores A. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 1-0, com golo de Paulo Estrela.
Juniores B – No domingo os sub17 deslocaram-se ao terreno do Taboeira, em jogo a contar para a 8ª jornada da primeira fase do campeonato nacional de juniores B. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 0-4, sendo os golos apontados por  Fábio Silva (2), Tiago Ribeiro e Gonçalo Borges.
Juniores C – No domingo os sub15 receberam o Coimbrões, em jogo a contar para a 8ª jornada da primeira fase do campeonato nacional de juniores C. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 5-0, com golos de Martim Tavares (2), João Magalhães (2) e Ruben Ferreira.

Andebol:
No sábado o FC Porto recebeu o HC Ohrid, em jogo a contar para a 1ª mão da segunda ronda de qualificação para a Taça EHF. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por  37-20.
No domingo os portistas voltaram a receber o HC Ohrid, em jogo a contar para a 2ª mão da segunda ronda de qualificação para a Taça EHF. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 44-26.

Hóquei:
No sábado o FC Porto defrontou o Sporting de Tomar, no Pavilhão Municipal do Entroncamento, em jogo a contar para a Supertaça António Livramento. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 7-3.

Basquetebol:
Na quarta o FC Porto recebeu o  Bnei Herzliya, em jogo a contar para a 2ª mão da 2ª ronda de qualificação para a Taça da Europa FIBA. No final do encontro verificou-se a derrota dos Dragões por 83-85.
No domingo os portistas receberam a Oliveirense, em jogo a contar para a 3ª jornada da liga portuguesa de basquetebol. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 78-93.




sábado, 14 de outubro de 2017

Que Passou-se?



Ontem o Benfica sofreu a primeira derrota no caso dos e-mails. O que significa que, felizmente, não controlam tudo.

“O triunfo da liberdade expressão
O Tribunal Cível da Comarca do Porto indeferiu a providência cautelar intentada pelo Benfica que tinha como objetivo amordaçar o FC Porto, impedindo-o de revelar novos emails. A alegação de que estaria em causa um ato de concorrência desleal foi liminarmente rejeitada: “manifestamente não é concebível uma transferência de adeptos ou sócios de um clube para outro, pelo menos com dimensão significativa”; para além disso, “não se mostra alegado qualquer facto que indicie, ou de onde se possa retirar a possibilidade, o potencial dano, de por força dos factos alegados, qualquer dos patrocinadores”. A contratação de quatro supostamente imbatíveis sociedades de advogados revelou-se, afinal, apenas mais uma manobra de propaganda daqueles que foram ontem derrotados em toda a linha. Ao contrário do pretendido pelos que queriam impor mordaças que em Portugal já não deviam existir há 43 anos, o Tribunal recusou “aquilo que poderá ser, na prática, uma hipotética censura a um meio de comunicação social”, sublinhando que “é inequívoco que algumas das afirmações, a ser comprovada a sua veracidade, revestem manifesto interesse público”.”
Em
Dragões Diário



sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Crónica e Análise: Lusitano de Évora 0 – FC Porto 6



1 – Crónica

No início de noite desta Sexta o FC Porto deslocou-se ao Restelo, casa emprestada do Lusitano de Évora, em jogo a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal. No final do encontro verificou-se a vitória dos Dragões por 0-6.
Para este jogo Sérgio Conceição apostou num onze composto por José Sá; Diogo Dalot, Reyes, Marcano e Ricardo Pereira; André André, Óliver e Otávio; Hernâni, Aboubakar e Brahimi.
Cedo se percebeu que o FC Porto ia fazer tudo para chegar ao golo o mais rápido possível. E procurou fazê-lo pressionando o adversário. Contudo, o golo apenas surgiu ao minuto 20, Aboubakar ativou o marcador. Os eborenses ainda se recomponham da desvantagem e os portistas ainda festejavam o golo, quando, apenas um minuto depois, minuto 21, Aboubakar colocou os Dragões a vencer por dois.
Mal tinha recomeçado o jogo e o FC Porto aumentou a vantagem, porque fez questão de não tirar o pé do acelerador. Ao minuto 49, Marcano ampliou a vantagem portista. O próximo a escrever o seu nome na lista de marcadores foi Otávio, ao minuto 55. 4 minutos volvidos, minuto 59, foi a vez de Galeno estrear-se a marcar ao serviço da equipa principal do FC Porto e, por fim, porque muitas vezes o melhor chega no final, ao minuto 90, Hernâni, com um grande golo, fechou as contas.

Com esta vitória o FC Porto garantiu presença na 4ª eliminatória da Taça de Portugal.

2 – Análise

Antes da Liga dos Campeões havia um jogo da taça para jogar, frente a uma equipa de escalão inferior. Sendo certo que este era um jogo que era propício, como foi, a haver alterações no onze; poderia surgir descontração excessiva, bem como excesso de confiança, o que podia, de certa forma, complicar a tarefa dos portistas. Mas isso não aconteceu, de todo. O FC Porto foi sério e competente, respeitou o adversário, mas fez o que tinha a fazer, venceu. E venceu de forma clara, porque é, naturalmente, mais forte. O Lusitano de Évora tentou, com os seus meios, debater-se e, por isso, está de parabéns por não ter, mesmo a perder, tentado subir no terreno e, quem sabe, chegar ao golo. Mas quando há uma grande diferença entre as equipas e em condições normais, o grande acaba por levar a melhor. Foram 6 e, de facto, poderiam ter sido mais. Destaca-se Aboubakar, pelos dois golos; Marcano e Ótávio por terem contribuído ativamente na goleada portista; Galeno, por ter-se estriado a marcar pela equipa principal; e, pois claro, Hernâni pelo grande golo – dará prémio? E toda a equipa por não ter menosprezado o adversário.
Em suma, o FC Porto está na próxima fase da prova, porque venceu de forma clara e inequívoca. Objetivo alcançado, segue-se a Liga dos Campeões.


PS1. Alguém sabe porque é que a Antena1 não transmitiu o relato do jogo?
PS2. Grande apoio portista nas bancadas! É o #marazul