sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O Momento No Reino do Dragão

As coisas não estão fáceis no reino do dragão, o FC Porto soma jogos bons com menos bons e com péssimos. A contestação em torno do treinador aumenta, nos momentos menos bons multiplicam-se as vozes contra Vítor Pereira. Mas será que Vítor Pereira tem a culpa toda das coisas não estarem a correr tão bem? Afinal de contas ele é o treinador, mas quem joga são os jogadores. Em comparação com a época passada a equipa não se alterou assim tanto, o que mudou foi o treinador que nem era desconhecido. O que fazer agora? Despedi-lo? Não me parece boa solução, nunca fui apologista das chicotadas psicológicas, acredito que as pessoas tem de ter o benefício da dúvida e provarem que se estão no lugar onde estão é porque são boas no que fazem. Vítor Pereira tem contra si o tempo, o FC Porto não tem tempo para que as coisas se organizem, o tempo continua a correr e as provas avançam com ele. Eu continuo a apoiar Vítor Pereira.

Na análise do jogo da passada quarta falei que creio que a menos boa forma física de alguns atletas está a ser demasiado pesada para a equipa, que não encontrando nesses elementos um motor, não consegue dar a volta a situação. Como fazer então? Pois bem, há que procurar forma de fazê-los voltar aos índices habituais, para isso alguns deles precisam continuar a jogar regularmente. Mas há outra coisa muito importante, o psicológico. Se um atleta não está bem psicologicamente dificilmente está bem fisicamente. Há que arranjar forma de motivar esta equipa, que já provou ser capaz de fazer bons jogos. Cabe então à equipa técnica e a nós adeptos ajudar a pôr esta equipa com moral, outra vez.

Mas o que mais me choca é a comunicação social tão mesquinha, porque raio vem falar de clubes interessados em jogadores portistas? Chega, o mercado está fechado, deixem essa ladainha para depois. Ah, e já agora, deixem de falar que o Walter não está inscrito na Liga dos Campeões, agora não há nada a fazer, não sei para quê continuar a bater nessa tecla. E mais uma coisa, a história do FC Porto dever dinheiro ao clube belga já irrita, porque as tantas outro clube deve ao FC Porto e que eu saiba no Dragão não há petróleo. É isso e a história do Hulk ser preso … Eu sei que a comunicação adora deitar o FC Porto a baixo para outros ficarem satisfeitos, mas há limites.

E termino este meu texto com um apelo aos adeptos portistas, principalmente às claques, por favor, não deixem que o Dragão fique em silêncio, apoiem esta equipa, porque eles precisam desse apoio, puxem por eles para que eles percebam que não estão sozinhos.

Força FC Porto!

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Fundamentalmente é um problema de atitude. Basta ver o que jogavam, por exemplo, o Guarín e o Moutinho, na época passada e o que jogam esta. Vamos dar de barato e não é o que penso, que VPereira não é bom, aquele meio-campo, o mesmo que ganhou tudo, não tem obrigação de fazer mais? Claro que tem.

Bjs

Artigosonline/ana disse...

Caro Dragão Vila Pouca,
Mesmo sendo um problema de atitude, porque também o é, o psicológico também é responsável.

Cumprimentos

Ana Andrade