domingo, 28 de agosto de 2016

Crónica e Análise: Sporting 2 – FC Porto 1



Empate Seria um Resultado Mais Justo

Ao final de tarde deste Domingo o FC Porto deslocou-se ao terreno do Sporting, em jogo a contar para a 3ª jornada da Liga. No final do encontro verificou-se a derrota dos Dragões por 2-1.
Para este encontro Nuno Espírito Santo apostou num onze composto por: Casillas; Layun, Filipe, Marcano e Alex Telles; Danilo, Herrera e André André; Corona, André Silva e Otávio
O FC Porto entrou melhor em jogo e ao minuto 8, Filipe ativou o marcador, dando o melhor seguimento a um livre cobrado por Layun. Pouco depois, minuto 14, na primeira vez que o Sporting chegou perto da baliza do FC Porto fez o empate. Na resposta André Silva esteve perto de devolver a vantagem aos portistas, contudo, o avançado português viu o guarda-redes negar-lhe os festejos. Mas ao minuto 26, os leões chegaram ao segundo golo, dando assim a volta ao marcador. Na resposta foi a vez de André André ficar muito perto do golo. E logo depois, do outro lado do campo, foi Casillas a negar os festejos aos da casa.  
O Sporting entrou melhor no segundo tempo, no entanto, com o passar dos minutos o FC Porto foi subindo de rendimento, contudo, não conseguiu chegar ao golo.
Não se esperavam facilidades e de facto não as houve. Só não se esperava que houvesse lances de andebol… O FC Porto entrou bem em jogo; chegou ao golo; viu o Sporting empatar e depois chegar a vantagem; e acabou por perder-se. A equipa não soube lidar com a desvantagem e foi incapaz de voltar a marcar, ainda que tenha beneficiado de algumas oportunidades para o fazer. Também é certo que a certa altura o desgaste do jogo a meio da semana pesou e o facto de do outro lado estar uma equipa grande não ajudou. Não é à terceira jornada que se ganham ou perdem campeonatos, por isso o FC Porto tem mais que aprender com esta derrota para crescer e estou certa que isso vai acontecer. O que é de lamentar é o facto de a terceira jornada haver um roubo deste tamanho, protagonizado pela falta de qualidade deste senhor árbitro. Que o FC Porto reaja à séria.
Em suma, tendo em conta o que se passou no relvado de Alvalade, um empate seria o resultado mais justo.
Com esta derrota o FC Porto permanece com 6 pontos, a 3 do líder Sporting.



2 comentários:

amonteiro39 disse...

caro portista cem por cento!

Não concordo consigo quando afirma que o Sporting jogou melhor em alguns períodos...!
Repare, dá um jeito do caraças ter um juiz do apito condescendente para um dos lados. É evidente que se tivesse-mos tido um Tiago Martins a apitar em Roma o FC Porto não teria ganho o jogo. Assim como se o jogo de Alvalade tivesse sido arbitrado pelo juiz polaco, um árbitro isento, o FC Porto não teria perdido o jogo com os viscondes falidos.
Há 50 anos que sou espectador de futebol e é sempre o mesmo, os sportinguistas têm um complexo antigo do FC Porto e por isso têm de ganhar, nem que seja à pancada, se não vai a bem vai a mal.
Mas mais, com a nomeação do Tiago Martins de Lisboa, o campo ficou sim, muito inclinado logo à partida. Sempre que um sportinguista se atirava para a piscina era fatalmente falta contra os portistas. Em contra partida perdoou muitas faltas e cartões vermelhos aos verde brancos. Alem de que as jogadas dos dois golos do Sporting foram precedidas de falta, ou seja, de jogadas ilegais...

Abraço
Armando Monteiro
https://dragaoatentoiii.wordpress.com/

Ana Andrade disse...

Caro amonteiro,
Repare que eu não disse que o Sporting jogou melhor, disse, isso sim, que o Sporting entrou melhor no segundo tempo, o que foi verdade… de resto, claro que se o senhor do apito tivesse sido competente o resultado, muito provavelmente seria outro…

Cumprimentos

Ana Andrade